Verbetes

Síncope: s.f. você pode achar que é uma supressão, uma interrupção, um desmaio, mas na verdade é uma sinalização de que há um abismo entre letras e frases de uma música.

Precaução: s.f. qualquer ato motivado pelo medo de Inês morrer. Uma garantia boba antes do fato, superstição, magia, ritual, prisão.

Verdade: adj.f. Tudo aquilo que acontece.

Lindo: s.m. do espanhol “el indo” ou “lo indo”, significa aquilo que foi; o passado. Quando substantivo feminino é derivado do francês “il inda”, significa aquilo que será; a vida.

Presunção: s.2gên. fazer os outros pensarem que você é o máximo através da emissão de um ponto de vista. (máxima: não existe modéstia em matéria de poesia boa).

Divagar: v.t. pensar lentamente depois de se perder em atalhos.

Invenção: s. sui generis. a palavra invenção tem seu significado condicionado à noção moral daquele que a profere. Por exemplo: se compartilhada e aceita por um grupo, por mais absurda, terá valor estético e, portanto, será algo comparado à criação. Se tiver uma funcionalidade social, então será científica. Se não for compartilhada, única, original, ou coisa que o valha, a invenção será apenas loucura, mentira ou engano. No entanto, no futuro, poderá ser arte de um personagem já que seu autor não estará vivo para gozar do reconhecimento alheio. Mas, com certeza, ela será arte se houver boa vontade em reconhecer nela mais do que tudo uma interpretação da realidade. Daí outra acepção: inventar: e seja o que eles quiserem.

Liniers

A vida é um carrossel de significados…

template

— Daniela é assim como um jardim selvagem — disse tio Ed olhando para o teto. Como um jardim selvagem... Tia Pombinha concordou fazendo uma cara muito esperta. (...) Mas, e um jardim selvagem? O que era um jardim selvagem? Foi o que lhe perguntei. Ele me olhou com um ar de gigante da montanha falando com a formiguinha. — Jardim selvagem é um jardim selvagem, menina. — Ah, bom ! eu disse”. Lígia Fagundes Telles - O jardim selvagem. In Antes do Baile Verde.

Por letras

Registro

Creative Commons License Verbetes by Daniela Mendes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Based on a work at verbetes.wordpress.com. Permissions beyond the scope of this license may be available at http://verbetes.wordpress.com/.

Folow me

  • Gente, #DesafioDaBeleza é cruel! 1 day ago
  • fica, mas fica, meu amor, quem sabe um dia se por descuido ou poesia você gosta de ficar. 3 days ago
  • Que triste Cazuza cantando "Luz Negra"... "Estou chegando ao fim..." 4 days ago
  • Ah gente! Cansei de bater na Marina. Faz tanta merda que fica sem graça. 4 days ago
  • "Dans mon î le, ah comme on est bien. Dans mon î le on n'fait jamais rien. On se dore au soleil qui nous caresse et l'on paresse". HS por CV 4 days ago
  • "Não me diga que estou louco, é só um jeito de corpo não precisa ninguém me acompanhar". CV 4 days ago
  • RT @revistacult: “Hoje eu quero voltar sozinho” foi escolhido para concorrer a uma vaga no Oscar e representar o Brasil http://t.co/IyGAGp… 4 days ago
  • "Capte-me uma mensagem à toaaaaa". CV 4 days ago
  • "Toda grandeza da vida no não e sim". 4 days ago
  • ...só consigo gostar de Caetano fazendo de conta que ele é uma invenção minha e ignorando todo o resto que nele me desagrada. 4 days ago
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.