Verbetes

Salto

Posted on: março 29, 2008

Ontem eu acordei me sentindo como uma atriz em uma propaganda de sabonete. E decidi então colocar um salto alto com calça jeans pra ir a aula. Meus cabelos estavam mais compridos do que nunca, e eu não conseguia conter o rebolado ao passar nas calçadas. Sexo na cabeça escancarado em simpatia e sorrisos. Acontece que depois de certo tempo aquele salto se tornou um martírio. Todo o peso do corpo estava concentrado no peito dos pés. Calos brotaram e eu fiquei um pouco melancólica, com vontade de voltar para casa. Porque fiz isso? Não me senti bem. Alguém disse certa vez que o salto alto foi inventado por uma mulher que só era beijada na testa. Acho que essa mulher era uma reprimida. O salto alto tem a ver com alguma coisa de bailarina, que esconde naquela delicadeza muita rigidez. Não acredito que tem que ser assim. Eu já usei mais saltos na minha vida. Até um dia ficar muito bêbada e cair dele. E depois, acho muito mais legal ver um gigante se encurvar diante de mim só para ganhar um prêmio meu. O problema da mulher que inventou o salto alto não era de baixa estatura, mas de falta de altura. Amanhã vou pra aula de allstar de sola de borracha, pois se eu quiser um beijo na boca, só preciso sorrir ou dar um bote. Meu prazer não é escravo de sacrifício.

*Tira: Laerte

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

A vida é um carrossel de significados…

template

— Daniela é assim como um jardim selvagem — disse tio Ed olhando para o teto. Como um jardim selvagem... Tia Pombinha concordou fazendo uma cara muito esperta. (...) Mas, e um jardim selvagem? O que era um jardim selvagem? Foi o que lhe perguntei. Ele me olhou com um ar de gigante da montanha falando com a formiguinha. — Jardim selvagem é um jardim selvagem, menina. — Ah, bom ! eu disse”. Lígia Fagundes Telles - O jardim selvagem. In Antes do Baile Verde.

Por letras

Registro

Creative Commons License Verbetes by Daniela Mendes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Based on a work at verbetes.wordpress.com. Permissions beyond the scope of this license may be available at https://verbetes.wordpress.com/.

Folow me

%d blogueiros gostam disto: